Translate This Page

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O Sexto Milagre de Jesus - II



            “1. Ao passar, Jesus viu um cego de nascença. 2. Seus discípulos lhe perguntaram: "Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego? " 3. Disse Jesus: "Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele. 4. Enquanto é dia, precisamos realizar a obra daquele que me enviou. A noite se aproxima, quando ninguém pode trabalhar. 5. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo".6. Tendo dito isso, ele cuspiu no chão, misturou terra com saliva e aplicou-a aos olhos do homem. 7. Então lhe disse: "Vá lavar-se no tanque de Siloé" ( que significa Enviado ). O homem foi, lavou-se e voltou vendo.”

Continuando o estudo do sexto milagre de Jesus contado por João, vamos estudar um pouco a postura dos discípulos. Após Jesus parar e ir ao encontro daquele homem cego de nascença, os seguidores de Jesus lhe arranjaram uma perguntam maldosa: "Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?" De muitas formas os discípulos se sentiam superiores às demais pessoas. Pensavam da seguinte maneira: Eu nasci com boa visão, então não sou pecador, mas aquele nasceu cego, consequentemente carrega um pecado a ser expiado por toda sua vida.

                Os sentimentos de Jesus foram totalmente opostos aos de seus discípulos, pois teve o desejo profundo de ajudar o pobre homem, enquanto seus discípulos almejaram humilhá-lo. Em nenhum momento percebemos o desejo daqueles seguidores em orar por aquele homem e pedir sua cura, mas foram capazes de dizer: "Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?".

Percebemos que os discípulos estavam focados no pecado, enquanto Jesus estava focado no amor de Deus. O pensamento acusador sempre esteve presente em nossa sociedade. Tendemos a jogar a culpa de algum mau em alguém. De quem é a culpa daquele menino se drogar na rua, dele ou do pai? De quem é a culpa daquela pessoa ser tão mau caráter, dele ou de seus pais? Todos nós continuamos julgando as pessoas como pecadoras e miseráveis, porem Cristo as vê como seres carentes da sua graça e de sua misericórdia. Logo vem a questão: Porque deveria orar por um mau caráter? Porque Jesus é o maior especialista em transformação de caráter deste mundo. 

Quando estamos nas trevas e nos deparamos com a luz, os olhos doem. O incômodo vem não porque enxergamos mais claramente o outro, mas porque descobrimos quem realmente somos. Já quando não clamamos pela vida do outro é como se tivéssemos virado as costas para a luz de Jesus.

No texto narrado por João não temos apenas a história de um homem cego, mas a história de um homem que teve seus olhos abertos e sua alma iluminada. Não importa quem é o homem cego em sua vida, o que importa é que esse cego necessita de sua compaixão.  Esse cego precisa de você, olhe para ele. Não o trate como uma pessoa invisível, principalmente quando o cego for você mesmo. 

Essa é a história de um homem que conheceu Jesus e testemunhou a grande transformação que foi realizada em sua vida. Tenho certeza que cada um que foi transformado por Jesus tem uma história para contar. A história do que cristo fez em você. A história da transformação de sua alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário